A FISIOLOGIA DO PRAZER NA MASSAGEM

O tocar e ser tocado em uma massagem fala da nossa capacidade de nos conectar com os outros e, de fato, ousar assumir um risco emocional. A massagem leva ao relaxamento dos músculos contraídos quando a pele, ao ser estimulada, envia sinais para os centros medulares e cerebrais que controlam o tônus muscular e estes, em troca, enviam um comando aos músculos para relaxarem. A respiração também se beneficia dos movimentos da massagem.

Normalmente os movimentos respiratórios são muito fracos e superficiais. Não respiramos em profundidade porque o estresse, o medo, a repressão de emoções nos fazem prender a respiração. A massagem permite soltar os músculos, facilitando uma respiração profunda e calma. Muitas vezes, os primeiros contatos da mão sobre a pele desencadeiam algum suspirar, como se nosso corpo nos dissesse “finalmente, posso me soltar!”. Outro sistema ativado é o do sistema hormonal. O hipotálamo é posto a funcionar por estimulação da pele, ele que é o condutor mestre das glândulas endócrinas para regularizar todas as secreções e, em particular, para reduzir a adrenalina, o hormônio do stress. O toque na massagem geral tem muitos efeitos benéficos para nossa saúde mental. Como efeito sedativo, os nervos relaxam e acalmam-se, o sono é mais fácil, há um efeito tranquilizante ou ansiolítico, graças a esse contato agradável, o nó que aperta a garganta é solto, o peso é aliviado, e a ansiedade que nos abate evapora.
E, depois, a busca do prazer. O fenômeno "prazer" constitui uma outra função da fisiologia corporal, assim como a função circulatória, a função respiratória, etc. Ele se baseia em elementos anatômicos complexos, sensores, nervos, centros cerebrais que têm sua própria fisiologia. O que comprova sua importância porque a natureza não teria criado tal conjunto se não fosse essencial!

Rua Agostinho Bretas, 335  

Caiçara | BH

31 2510-1159

Av das Bandeiras, 335 - Jardim das Oliveiras (Água Branca) | Contagem

31 3565-3098

© 2020 por Essens - estética para homens